Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2015

MORTE AOS VIVOS E VIVA OS MORTOS!

Quando o cabelo e o entusiasmo começam a ceder à lei da gravidade, é comum lembrar-se dos bons tempos que se foram, à luz dos quais os dias atuais parecem bregas e chochos. Até na política já andam falando de bons tempos – saudades de Collor ou de FHC? - na arte e na música, nem se fala, depois que o mau gosto criou raízes, a pandemia do atraso bate à nossa porta como um tsunami.
            São programinhas de tevê com dançarinas bombadas e cantores de meia-tigela. A caretice anda demais, meu amigo Astrildo, sobrevivente de épocas selvagens e hoje consultor de assuntos mundanos, declara:             - O que leva moças de família a treparem no varal desses boçais de três notas?             - Você pode ser preso e deportado por misoginia!             - Tem razão, vou vestir calças vermelhas e cortar os cabelos de cherokee, como nos velhos tempos.             Perdoem o Astrildo. Ele cresceu com um pé no movimento hippie, leu os livros da geração beat e fumou quilos de haxixe. Ouviu os Ramone…